Um projeto diferente!

A AGROMAIS, a AGROTEJO, a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome (FPBACF) e a ENTRAJUDA juntaram-se no projeto “RESTOLHO -  uma Segunda Colheita para que nada se perca”, totalmente diferenciador no combate ao desperdício alimentar.

 

Na Europa, estima-se que cerca de 89 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçados, por ano, em toda a cadeia alimentar – produção, transformação, distribuição e consumo. A redução do desperdício alimentar é, hoje em dia, um tema central nas agendas das instituições europeias; por exemplo, a Comissão Europeia apelou à redução para metade dos desperdícios alimentares até 2020!

 

Esta ambição exige um esforço concertado de toda a cadeia de abastecimento alimentar e todos, e cada um, devem assumir a sua responsabilidade.

 

Os produtores da AGROMAIS/AGROTEJO, aquando da colheita, são obrigados, por falta de valorização comercial, a deixar, nos campos, produto com menores calibres ou ligeiros defeitos. 

Os Bancos Alimentares Contra a Fome têm contacto diário com instituições de solidariedade social que necessitam destes produtos e a ENTRAJUDA com voluntários que a título individual ou enquadrados em programas de voluntariado empresarial querem colaborar numa lógica de intervenção cívica. 

 

Para garantir o sucesso do projeto “basta” juntar vontades e mobilizar parceiros para poderem fazer a recolha da produção que fica nos campos dos nossos produtores, retomando uma prática ancestral, conhecida em português como “restolho” ou “rabisco”.

© 2015

por Departamento Comunicação da AGROMAIS